Inovar não é um item que consiste somente em ter ideias que rompem mercados e causam um efeito de espanto nas pessoas. Ser inovador no dia a dia pode envolver novos sistemas, equipamentos e até processos dentro da sua empresa.

Mas, uma coisa conecta ambos os mundos, do empreendedor ao gestor corporativo, a necessidade de conseguir investimento com baixo custo.

O cenário atual está favorável ao desenvolvimento científico e tecnológico com o objetivo de disseminar a inovação no Brasil. Ao compreender o seu próprio objetivo, ficam disponíveis algumas opções de fomento, como a concessão de incentivos fiscais, subvenções econômicas, instrumentos de financiamento e capacitação de recursos humanos.

Você pode buscar canais normais, como os bancos comerciais, mas certamente são locais mais caros e que compreendem menos os efeitos de uma inovação.

A busca por recursos financeiros é estratégica

Uma boa opção são os bancos de fomento, no caso, um dos principais é o FINEP, com linhas de crédito e programas específicos para apoiar atividades e programas P&DI das empresas inovadoras no mercado brasileiro.

Há uma crença de que o Governo não ajuda, mas isso não pode mais ser considerado a regra ou um padrão. Assim, nos últimos anos, as mais diversas esferas governamentais alteraram os seus marcos legais e ampliaram os mecanismos de fomento à inovação nas empresas, como os financiamentos e subvenções.

A inovação é a base das novas economias mundiais. Por meio dela temos um eixo relevante que agrega em valor tecnológico aos processos, produtos e mercado para as mais diversas organizações empresariais.

A vantagem competitiva da inovação é tema de outros materiais, certamente, mas é relevante levantarmos que por meio um plano consistente temos uma estratégia de diferenciação que precisa de sustentabilidade e tempo para entregar resultados.

Dicas básicas para busca de fomento

E, nesse contexto, a utilização de fomento oficial para dar vazão aos planejamentos financeiros (e, claro, sustentar novas ideias) auxilia que projetos sobrevivam e criem mais participação em novos mercados, gerando não somente mais receita e lucros, mas abrangendo ainda funções sociais como emprego, renda e movimentação econômica.

Ao decidir que buscará captação de recursos, alguns pontos são essenciais, como:

  • Tenha um projeto bem escrito, explicando como a inovação requerida é benéfica para o seu negócio (sim, um sistema ERP é considerado inovação e entra nesse tipo de fomento).
  • Mantenha sua documentação fiscal (balanço e DRE) em dia. Assim como a documentação societária.
  • Analise os editais e pré-requisitos para apresentar o mecanismo que mais se adeque às atividades e à realidade das empresas.
  • Identifique e faça um mapeamento das oportunidades de financiamento no Brasil.
  • Esteja ciente dos parceiros tecnológicos para a realização de projetos (ICT/Universidades).
  • Refine o projeto (como dissemos, deixar bem redigido é essencial) e submeta o projeto de demanda de financiamento/subvenção.
  • Seja eficiente na gestão e no monitoramento dos projetos durante a prestação de contas à respectiva fonte de fomento.

Modelos de fomento

Para facilitar sua vida em relação aos mecanismos de apoio financeiro a inovação, os mesmos podem ser divididos entre dois tipos: apoio indireto e apoio direto. De forma mais simples, a divisão fica mais clara conforme abaixo:

Indireto: baseado em incentivos fiscais (redução da carga tributária da pessoa jurídica), como na Lei do Bem, a Lei da Informática e o Rota 2030.

Direto: recursos financeiros diretos, como financiamentos e empréstimos realizados pelos agentes governamentais, que podem ser subdivididos em financiamentos reembolsáveis e não reembolsáveis, e recursos humanos para PDI&E.

Os recursos não reembolsáveis geralmente são disponibilizados em âmbito federal, por meio de chamadas sob forma de Subvenção Econômica (como o edital Sesi Senai de Inovação). Os recursos reembolsáveis são empréstimos com excelentes condições, como no caso dos concedidos pela Finep.

Os incentivos para inovação

No mercado atual, inovar não é somente um diferencial, mas um requisito de sobrevivência. Com uma inovação e um projeto estruturado é possível gerar vantagem competitiva e desbravar novos caminhos e conquistas. Mas, como todos sabem, os caminhos de acesso os recursos financeiros que podem facilitar esse caminho nem sempre estão claros, ou melhor, acessíveis.

Há uma sensação de falta de conteúdo e até falta de verba para muitos dos empreendedores e empresas que estão trabalhando com inovação. Por mais que pareça difícil, o Brasil caminha rapidamente na evolução de mais incentivos financeiros para desenvolvimento de inovação e tecnologia.

Nós, da 4C Innovation, somos uma empresa com foco na implantação do processo de inovação, execução do projeto e o apoio na busca de recursos de fomento. Confira o nosso modelo que leva o empreendedor dentro dessa jornada de inovação, o conduzindo dentro de questões importantes como mercado, tecnologia e as finanças de seu projeto. Com isso o projeto do produto é iniciado com informações fundamentais para o sucesso, tornando realidade o seu sonho!

Gostou do nosso texto? Continue lendo nossos materiais, assistindo aos vídeos e assine nossa newsletter para ter ainda mais conteúdo sobre inovação para sair do papel e conquistar seu mercado.